Eleição simbólica

TSE referenda Cármen Lúcia para assumir presidência

Tradicionalmente o vice-presidente do TSE acaba sendo o escolhido para sucessão do posto mais alto da corte

acessibilidade:
Ministra Cármen Lúcia será eleita presidente do TSE em ato simbólico - Foto: Nelson Jr.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) escolho nesta terça-feira (7) o próximo presidente da corte eleitoral. A votação deve ser simbólica e referendar a ministra Cármen Lúcia como sucessora do atual presidente Alexandre de Moraes.

Tradicionalmente o vice-presidente do TSE acaba sendo o escolhido para sucessão do posto mais alto da corte. Atualmente o cargo é ocupado por Cármen Lúcia.

A ministra vai presidir a corte no biênio 2024-2026, portanto, será Cármen Lúcia quem vai conduzir as eleições municipais deste ano. O ministro Nunes Marques será o vice-presidente. Apesar da escolha ser hoje, a posse nos novos cargos será apenas no próximo mês.