Delação premiada

Romário se beneficiou de esquema de corrupção, diz site

Delator acusa Romário e vereador do Rio de participação em suposto esquema na Secretaria Municipal de Esportes

acessibilidade:
Senador Romário (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

A delação premiada do empresário Marcus Vinicius Azevedo da Silva aponta o senador Romário (PL-RJ) como beneficiário de um suposto esquema de corrupção envolvendo a Secretaria Municipal de Esportes do Rio de Janeiro.

Além do senador, o vereador do Rio Marcus Braz (PL), que também é vice-presidente de futebol do Flamengo, teria participação no suposto esquema. As informações são do portal Uol.

De acordo com o site, Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF) apuram denúncia de superdimensionamento de serviços e desvios de recursos envolvendo uma ONG. Os contratos teriam movimentado R$13 milhões para a gestão de vilas olímpicas.

Braz comandou a secretaria por pouco mais de um ano, entre janeiro de 2015 e março de 2016. O vereador foi alçado ao posto por indicação de Romário.

Em nota ao portal, o senador diz que confia na Justiça e não responde pelas ações do secretário, veja abaixo:

O senador Romário não responde pelas ações do secretário [Braz] no exercício de suas funções. Ele reafirma sua confiança na Justiça e no inquestionável arquivamento da investigação.”

Marcos Braz foi procurado pela reportagem, se disse surpreso, mas afirmou que não comentaria.