Posse em Brasília

Discurso de Lula tem voz falha, tosse, promessas e críticas veladas a Bolsonaro

Lula faz promessas, mas não detalha como vai cumprar

acessibilidade:
O texto abranda penas para militares e policiais nas operações de Garantia da Lei e da Ordem

O presidente Lula aproveitou o discurso de posse, no Congresso Nacional, para anunciar algumas medidas que deve tomar no governo. Lula também usou o espaço para fazer algumas promessas, mas não falou como vai colocar em prática ou deu maiores detalhes.

Sem especificar quais, Lula falou em revogar “injustiças” cometidas contra povos indígenas e atacou o antecessor Jair Bolsonaro sem citar seu nome, de forma velada.

O petista também falou em valorização do salário mínimo, fortalecimento da ciência e tecnologia e que vai zerar a fila no INSS. No entanto, mais uma vez, o presidente não falou como fará o prometido.

Chamou atenção ainda a quantidade de vezes que o presidente tossiu durante o discurso.

Por vezes, com a voz rouca e falha, precisou beber água. No fim do ano passado Lula chegou a passar por um procedimento cirúrgico por problema na garganta.