Intervenção no DF

Cappelli coloca equipe da posse de Lula na Segurança do DF

Servidores foram nomeados pelo ex-secretário Anderson Torres

acessibilidade:
Ricardo Cappelli demitiu o ex-comandante-geral da PM e gera desconfiança entre militares (Ft arquivo pessoal)

Mais de dez servidores da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal foram exonerados pelo interventor federal do DF, Ricardo Cappelli. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial do DF, nesta terça-feira. Cappelli anunciou que os cargos serão preenchidos pela equipe que trabalhou na segurança da posse do presidente Lula, dia 1 de janeiro.

Os exonerados estavam trabalhando no último domingo (08), quando houve a invasão ao Palácio do Planalto, Supremo Tribunal Federal e Congresso Nacional. Os funcionários foram nomeados pelo ex-secretário de Segurança, Anderson Torres, demitido ainda no domingo pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, e com prisão determinada pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Os substitutos foram nomeados na mesma edição do Diário Oficial. Entre os demitidos está o ex-comandante da PM Fábio Augusto Vieira, preso nesta terça-feira (10) por determinação de Moraes.