Mais Lidas

Crime em Araruama

Vereador assassinado no Rio pode ter sido morto por negar propina a traficantes

Ciraldo Fernandes tinha 57 anos e foi o terceiro mais votado em Araruama (RJ)

acessibilidade:

O vereador de Araruama (RJ) Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), 57, foi morto a tiros na noite deste domingo (8) em Araruama, cidade da região dos Lagos do Rio de Janeiro. A polícia investiga se a motivação do crime está ligada à recusa do vereador em pagar propina para traficantes. Ciraldo era dono de uma loja de material de construção.

A vítima foi atingida por pelo menos sete disparos de arma de fogo numa região conhecida como Campo do UTA, no bairro Fazendinha.

Um inquérito aberto na delegacia da cidade busca saber quem atirou no vereador. Na madrugada desta segunda (9), a Delegacia de Araruama divulgou em sua página nas redes sociais um cartaz pedindo informações que pudessem colaborar com a identificação dos criminosos.

A investigação transcorre em sigilo e quem puder contribuir com informações pode ajudar a polícia pelos números (21) 98849-6099, 2253-1177, 0300-253-1177, pelo Facebook do Portal dos Procurados e aplicativo do Disque Denúncia.

Ciraldo foi o terceiro vereador mais votado de Araruama na eleição de 2016, quando recebeu 1.904 votos.

Outro caso

Em agosto, o vereador Ismael Breve (DEM), 59, e seu filho Thiago Marins, 31, foram assassinados em Maricá (RJ).

A Polícia Militar afirmou, que quando foi acionada, na madrugada do dia 22 de agosto, encontrou pai e filho já mortos na rua Agrípio Luiz da Costa.

Ismael foi eleito em 2016 com 1.443 votos e cumpria seu primeiro mandato como vereador. Neste ano, os jornalistas políticos Romário Barros e Robson Giorno também foram assassinados em Maricá. (Com informações da Folhapress e do G1)