Caso Dino

Sóstenes sugere que Senado rejeite indicado ao STF

Dino será ‘Alexandre de Moraes dez vezes piorado’, diz o presidente em exercício da Câmara

acessibilidade:
Dep. Sóstenes Cavalcante (PL - RJ) (Foto: Agência Câmara)

O deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), presidente em exercício da Câmara dos Deputados, disse ao Diário do Poder que a indicação de Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal (STF) é uma provocação ao segmento evangélico e ao Parlamento.

“Há muito tempo deixou de ser juiz para estar na política. Ele tem um jeito de fazer política provocando”, completou.

O membro da mesa diretora da Câmara dos Deputados acredita que o Brasil ‘não tem nada a ganhar’ com uma eventual chegada de Dino a Suprema Corte.

Ele ainda sugeriu que, pela primeira vez, o Senado rejeite uma indicação do presidente da República ao Supremo.

“Esperamos que o Senado tenha responsabilidade com a República. Quem sabe reprovando o primeiro, fique a lição”.

Para o carioca, Flávio Dino será um Alexandre de Moraes ‘dez vezes piorado’.

Reportar Erro