Freio de arrumação

Lula desautoriza Haddad e mostra a Receita quem governa

Presidente mostrou que é dele a decisão de manter ou não a taxação a produtos chineses

acessibilidade:
Ministro da Fazenda, Fernando Haddad anuncia medidas na economia para compensar perdas de arrecadação ocasionadas por derrotas do governo no Congresso. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr).

O presidente Lula se viu obrigado a desautorizar Fernando Haddad, ordenando o recuo de impor 60% de impostos sobre produtos de pequeno valor, comprados por milhões de brasileiros em sites chineses.

A decisão política permitiu a Lula lembrar ao ministro e ao secretário da Receita, Robinson Barreirinhas, quem é que governa. Lula reagiu com irritação quando viu Barreirinhas declarando na véspera que não abriria mão da taxação. Assessores acham “iminente” a saída do secretário. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A intenção de Lula, recuando da taxação desses produtos, fez lembrar sua advertência para que “ideias geniais” sejam antes submetidas a ele.

A primeira surpresa da turma de Haddad, irritando Lula, foi anunciar a decisão hostil a empresas chinesas quando ele desembarcava na China.

Haddad acusava site chineses de “contrabando” e “concorrência desleal” enquanto Lula e comitiva tentavam fazer negócios em Shangai e Pequim.

Reportar Erro