Resposta a deboche

CPI das ONGs chama chanceler Mauro Vieira para depor

Atitude debochada do Itamaraty, que enviou em inglês documento requerido, irritou a CPI

acessibilidade:
Chanceler Mauro Vieira (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil).

A CPI que apura falcatruas de ONGs que atuam na Amazônia vai ouvir o chanceler Mauro Vieira sobre organizações estrangeiras que mandam e desmandam na floresta. Membros da CPI reclamam que o governo não tem colaborado com o avanço das investigações. Planilhas do BNDES foram enviadas escondendo o detalhamento da movimentação financeira do rico Fundo Amazônia. O Ministério das Relações Exteriores não ficou atrás: enviou documentação solicitada pela CPI em inglês. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Após a afronta, Vieira foi chamado. “Aqui é Senado e não uma colônia dos Estados Unidos”, diz Plínio Valério (PSDB-AM), presidente da CPI.

Há suspeita de que o Itamaraty oculta informações de entrada de verbas internacionais no Brasil. A investigação quer vasculhar tudo isso.

“Verbas têm entrado no Brasil, com a ciência do Itamaraty, mas não constam nos relatórios” disse à coluna o relator Márcio Bittar (União-AC).

Reportar Erro