Reação

Atos em SP e Brasília irão pedir recusa de Dino no STF

O senador Magno Malta (PL-ES) afirmou que não receberá o ministro da Justiça em seu gabinete e que espera que os pares rejeitem a indicação do ex-governador do Maranhão.

acessibilidade:
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino. Foto: Agência Brasil
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino. Foto: Agência Brasil

O senador Magno Malta (PL-ES) anunciou no plenário do Senado a tônica das manifestações que levarão ‘patriotas’ às ruas nesse domingo (10), com grande expectativa de público na esplanada dos ministérios, em Brasília, e na Avenida Paulista, em São Paulo. Ele destacou que o protesto contra suposto abuso de autoridade por parte dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a contrariedade ao nome de Flávio Dino para a Suprema Corte motivam as manifestações.

“Estamos amparados pelo texto constitucional, ainda que ele não esteja em vigor. De manhã aqui, e à tarde eu estarei na Paulista, em São Paulo, sem medo, sem baderna, pela liberdade, pela memória do Clezão”, disse.

O senador ainda afirmou que não receberá o ministro da Justiça em seu gabinete e que espera que os pares rejeitem a indicação do ex-governador do Maranhão.

“O Senado tem o dever moral de rejeitar o nome de Flávio Dino, por tudo o que aconteceu num passado bem recentezinho, de semanas atrás. A pessoa não pode mudar do dia para a noite. Foi deboche com o Parlamento; foi descaso, lá na CPMI, o negócio das imagens; um desrespeito aos colegas de Parlamento”.

Reportar Erro