Ponte estava parcialmente interditada

Três pessoas morrem após ponte desabar no Amazonas

Outras 14 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para unidades de saúde de Manaus

acessibilidade:
Foto: Reprodução de arquivo pessoal

Uma ponte desabou nesta manhã (28), três pessoas morreram e 14 ficaram feridas, de acordo com informações da Polícia Militar do Amazonas as vítimas foram encaminhadas para unidades de saúde de Manaus.

O incidente ocorreu no quilômetro 25 da BR-319, no município de Careiro. A BR-319 tem mais de 800 km de comprimento e liga Manaus a Porto Velho (RO). O trecho foi interditado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Ainda de acordo com informações das autoridades locais, os veículos faziam a travessia da ponte Curuçá quando ela desabou. A ponte fica a 15km da margem do rio Amazonas.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil) cancelou a agenda de campanha para coordenar as ações de apoio às vítimas.

“Suspendi minha agenda de campanha hoje para coordenar as ações em apoio às vítimas do acidente que aconteceu na BR-319. Nossas equipes já estão no local para fazer o atendimento. Também montamos um comitê com representantes de diversos órgãos para alinhar as ações”.

Em seu perfil no Twitter, Lima disse que já entrou em contato com o Ministério da Infraestrutura e com o Dnit. O trecho é de responsabilidade do governo federal.

De acordo com informações do governo local, equipes do Corpo de Bombeiros, Secretária de Estado de Saúde (SES) e Defesa Civil foram enviados para o local, com ambulâncias e mergulhadores.

O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, determinou a mobilização para socorro às vítimas.

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) se pronunciou, por meio de nota, e informou que a BR-319 foi interditada próximo ao município da Várzea, e que agentes já estão no local.

A PRF informou que havia interditado parcialmente a ponte na última segunda-feira (26), por causa de más condições na estrutura, por orientação do Dnit, apenas veículos leves poderiam circular pela ponte.