Ficha-suja

TJDFT julga futuro político da Família Roriz

Roriz é acusado de ter facilitado empréstimo em troca de apartamentos

acessibilidade:

Na tarde desta terça-feira (13) a 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) vai julgar o recurso contra a condenação por improbidade administrativa do ex-governador Joaquim Roriz, de suas filhas Jaqueline Roriz, Wesliane Roriz e Liliane Roriz.

Roriz é acusado de ter facilitado um empréstimo de R$ 6,7 milhões no Banco Regional de Brasília para a construtora WRJ Engenharia. Na época ele era governador do DF.

A suspeita é que sua família foi beneficiada com 12 apartamentos no Residencial Monet, em Águas Claras, em troca do favor para a WRJ.

Se a condenação for mantida, toda a clã permanecerá enquadrada na Lei da Ficha Limpa e ficam proibidos de disputar eleições. Joaquim e Jacqueline já são ficha-sujas. Se Liliane for condenada, também não poderá mais se candidatar.