Goleada

Por 62×1 votos, deputados de São Paulo aprovam privatização da Sabesp

Parlamentares da oposição abandonaram a sessão após confusão no plenário.

acessibilidade:
Alesp autoriza processo de privatização da Sabesp (Foto: divulgação/Alesp)

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou a privatização da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), nesta quarta-feira (06). Com 62 votos a favor e um contra. Parlamentares da oposição abandonaram a sessão após confusão no plenário.

A votação no iniciou só a noite e foi marcada com tumulto de manifestantes contra a privatização. A cada voto favorável à privatização era possível ouvir vaias e xingamentos. “O povo vai lutar, é só ladrão que quer privatizar”, gritavam os manifestantes.

“A divergência política é de cada um de vocês, estamos discutindo aqui a Sabesp. Por favor, questão de ordem” , pediu o presidente da Alesp, André de Prado, durante os discursos dos deputados. “Estamos em processo de votação, plebiscito não cabe nesse momento, o pedido de vocês não existe”, André de Prado disse para a plateia que interrompia.

O projeto para desestatizar a Sabesp é a proposta  prioritária para a gestão do governador Tarcísio de Freitas. A expectativa do governo é de que a privatização traga, até 2029, R$10 bilhões em investimento a mais do que o atual plano da companhia e chegue aos R$66 bilhões.

Mais cedo, o governador Tarcísio declarou otimismo com a aprovação da Alesp na privatização. “A expectativa é de aprovação. Eu acho que a gente tem a quantidade de votos. Estamos torcendo para dar tudo certo. Estamos muito confiantes”.

Após o resultado, o governador voltou a se manifestar nas redes sociais, veja abaixo:

Reportar Erro