"Regulamentar" é censurar

Doria critica ameaça de Lula à imprensa: ‘uma afronta à liberdade’

"Quem flerta com censura compactua com autoritarismo e ditadura", diz

acessibilidade:
João Doria, pré-candidato a presidente da República pelo PSDB.

Sem citar o nome do ex-corrupto Lula, o candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, João Doria, rechaçou mais uma ameaça do petista à liberdade de imprensa no Brasil.

“Liberdade de imprensa é um princípio básico da democracia”, afirmou Doria em seu post nas redes sociais.

Ele se referiu a notícia, divulgada na CNN, de que Lula voltou a defender o que chama de “regulamentação da imprensa”.

Para o governador de São Paulo, “regular imprensa”, como ameaça o petista que cumpriu pena por corrupção e lavagem de dinheiro, “significa censurar a imprensa”.

“Seja da direita ou da esquerda, quem flerta com a censura compactua com o autoritarismo e com a ditadura”, afirmou o tucano.

Doria está convencido de que a intenção do ex-presidente é “um atraso para o Brasil e uma afronta à liberdade do país”.

 

Reportar Erro