Mais Lidas

Sem acordo

Professores decidem cruzar os braços até sexta-feira

Professores e GDF não entram em acordo e categoria decidem parar

acessibilidade:

Os professores do DF decidiram entrar em greve até, pelo menos, a próxima sexta-feira (27/2). A categoria se reuniu em assembleia durante toda a manhã desta segunda (23). Enquanto uma comissão formada pelo Sindicato dos Professores (Sinpro) conversava com representantes do GDF, o grupo invadiu as vias do Eixo Monumental, o que deixou o trânsito  complicado. Não houve acordo.

Os docentes entram em greve no primeiro dia de aula da rede pública de ensino. Os estudantes, que deveriam ter começado a estudar em 9 de fevereiro, novamente terão de esperar.

Os professores reivindicam o pagamento de benefícios atrasados. O governo propôs o pagamento em parcelas, mas a categoria não aceita que seja feito dessa forma. Para reverter a situação o GDF conseguiu aprovar na Câmara Legislativa a aprovação da Antecipação de Receita Orçamentária (ARO), no valor de cerca de R$ 400 milhões. No entanto, ainda não há prazo para o pagamento das dívidas.