Mais Lidas

Mar e lagoas atingidos

Prefeitura de Maceió autua BRK por lançamento irregular de esgoto

Fiscalização da administração de JHC identificou infrações em três bairros

acessibilidade:
Esgoto transborda no bairro da Jatiúca, em Maceió. Foto: Divulgação Ascom Sedet

A Secretaria de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente de Maceió (Sedet) emitiu três autos de infração contra a empresa BRK Ambiental por lançamento irregular de esgoto na parte baixa da capital alagoana. As irregularidades flagradas pela administração do prefeito João Henrique Caldas, o “JHC” (PSB), ocorreram nos bairros da Jatiúca, Prado e Centro, e afetam o mar e a Lagoa Mundaú.

De acordo com o secretário adjunto de Meio Ambiente, Ismar Macário, os pontos identificados eram de domínio da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e agora são de responsabilidade da BRK, após privatização. A BRK alega que os problemas são históricos e precedem a atuação da empresa (veja nota no fim da matéria).

“A empresa foi autuada e notificada e deve apresentar um plano para compensar os danos ambientais causados”, disse o secretário, ao reforçar que o não cumprimento das exigências implicará na aplicação das sanções previstas no Código Municipal do Meio Ambiente de Maceió e na legislação ambiental vigente.

Durante atividade de monitoramento no bairro da Jatiúca, na Avenida Doutor Antônio Gomes de Barros, a equipe de fiscalização constatou o transbordamento de esgoto em poços de visita da rede de saneamento. Lá, o efluente que deveria prosseguir até a Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Conjunto Castelo Branco está caindo na rede de drenagem da região.

No bairro do Prado, a equipe identificou um rompimento na tubulação de esgoto da Avenida Assis Chateaubriand, resultando no lançamento de esgoto bruto na faixa de areia da Praia da Avenida, próximo ao emissário submarino.

Diante do Palácio do Governo

Outro vazamento de esgoto em via pública da capital foi registrado no bairro do Centro, na Rua Cincinato Pinto, diante da sede do Governo de Alagoas, o Palácio República dos Palmares. Nesse caso, foi detectado que o efluente está percorrendo a linha de drenagem com destino à Lagoa Mundaú.

Esgoto transborda diante do Palácio República dos Palmares e segue pela rede pluvial em direção à Lagoa Mundaú. Foto: Divulgação Ascom Sedet

Problema histórico

O Diário do Poder pediu à BRK ambiental seu posicionamento sobre o problema, sua origem e providências. E recebeu a seguinte nota, que relata o problema como histórico e fruto de mau uso e falta de manutenção que precederam sua atuação.

Leia a nota da empresa:

A BRK Ambiental informa que as autuações dizem respeito a problemas históricos que precedem a atuação da empresa em Maceió, ocasionados pelo mau uso ou pela falta de manutenção da rede de esgoto nos últimos anos. Com relação aos transbordamentos nos bairros Jatiúca e Centro, foi identificado pela concessionária um grande volume de gordura nas redes, o que causou o entupimento. Já no Prado, a BRK constatou uma forte deterioração na infraestrutura da rede existente, que demandará uma série de reparos operacionais. Em todos os casos citados, a empresa agiu imediatamente para realizar a desobstrução das redes e mitigar possíveis ocorrências semelhantes.

A BRK reforça que está trabalhando para identificar e solucionar todos os pontos críticos dos sistemas de água e esgoto na Região Metropolitana de Maceió, que passaram a ser operados pela concessionária há apenas 41 dias.

BRK Ambiental

(Com informações da Ascom Sedet)