Mais Lidas

Maratona da vergonha

Prefeito gastou R$ 100 mil do povo de Manaus para correr em Barcelona

Vereadores convocam David Almeida para explicar passeio a Barcelona

acessibilidade:
Prefeito David Almeida divulgou passeio em Barcelona às custas do dinheiro do povo de Manaus Foto: Divulgação Instagram

O prefeito David Almeida (Avante) está sendo chamado a explicar, na Câmara Municipal, os motivos de ter gastado mais de R$ 100 mil de dinheiro do povo de Manaus, para viajar até a Espanha para correr a Maratona de Barcelona.

Com direito a comitiva com dois secretários municipais, com amigo já exonerado e divulgação ampla em suas redes sociais, David Almeida participou da mundialmente conhecida maratona no último domingo (8), em Barcelona. Completou a corrida saudando seus parentes,  exaltando sua forma física, homenageando mulheres manauaras pelo Dia das Mães, e dizendo estar feliz em “representar Manaus”.

A Prefeitura de Manaus alegou que “o objetivo foi divulgar a ‘Maratona de Manaus 2022’, e atrair maratonistas estrangeiros e suas famílias para o evento esportivo, a ser realizado em outubro na capital amazonense”. Mas a Câmara de Manaus aprovou requerimentos do vereador Rodrigo Guedes (Republicanos), para que o chefe do Executivo Municipal explique detalhadamente os gastos com a viagem.

“A gente não tem nenhuma informação de quantas pessoas foram, só sabemos que foram muitas. E quanto custou essa viagem, quanto custou esse tour com dinheiro público aqui da população da cidade de Manaus, do estado do Amazonas”, disse o vereador Rodrigo Guedes (Republicanos), em reportagem do G1.

Veja o prefeito divulgando seu desempenho na Maratona de Barcelona, em tom de autopromoção no Instagram:

Onde há vergonha…

Talvez pela ausência de sanções judiciais mais rígidas, são bastante comuns Brasil afora casos de uso indevido de recursos públicos, sem transparência, como os desta viagem do prefeito David Almeida e de sua comitiva até Barcelona.

Na França, onde há Legislativo que se ocupa em proteger o dinheiro da população, a lei é bem mais rigorosa. Um exemplo recente foi a confirmação, na segunda-feira (9), da condenação a quatro anos de prisão (sendo um em regime fechado), do ex-primeiro-ministro francês, François Fillon, pela criação de empregos fantasma para sua mulher, Penélope Fillon, que teria recebido, sem trabalhar, cerca de 600 mil euros, como assessora parlamentar do marido, quando este era deputado na Assembleia Nacional da França.

O ex-premiê também deve pagar 375 mil euris de multa e ficou inelegível por dez anos. Ambos recorrem da condenação.

Outro lado

Leia a íntegra do posicionamento da Prefeitura de Manaus sobre a viagem do prefeito a Barcelona:

A respeito dos questionamentos relacionados à viagem do prefeito David Almeida e de sua comitiva municipal a Barcelona, na Espanha, a prefeitura informa que o objetivo foi divulgar a “Maratona de Manaus 2022”, para atrair maratonistas estrangeiros e suas famílias para o evento esportivo, a ser realizado em outubro na capital amazonense.

A Prefeitura de Manaus tem trabalhado para fazer de Manaus uma cidade global, atrativa internacionalmente, criando estratégias de fomento à economia por meio de grandes eventos.

E o turismo esportivo é um desses caminhos, onde se comprova ampla movimentação de serviços e incremento de receita na rede hoteleira, no transporte, em restaurantes, entre outros, uma oportunidade para que Manaus se desenvolva ainda mais e deixe no passado as tristes imagens do período pandêmico da Covid-19, vistas em todo o mundo.

Importante ressaltar que a Maratona de Barcelona atraiu mais de 30 mil pessoas, oriundas de todas as partes da Espanha e outras partes da Europa, sendo uma das principais maratonas do continente europeu e uma excelente oportunidade de visibilidade para a Maratona de Manaus e todo o apelo que envolve a Amazônia, cujos estrangeiros têm grande interesse.

A estratégia do município com seu estande foi fornecer aos maratonistas informações sobre a prova e convidá-los a descobrirem a Amazônia, por meio de imagens turísticas locais.

A comitiva foi formada, além do prefeito, por servidores ligados à organização e divulgação da Maratona de Manaus, com custo de R$ 72 mil referentes às passagens de agentes públicos e de R$ 32 mil referentes às diárias dos servidores para as despesas de hospedagens, deslocamentos e alimentação.

O prefeito David Almeida abriu mão de suas diárias.

As informações detalhadas relacionadas aos servidores da comitiva estarão disponíveis no Portal da Transparência tão logo as prestações de contas sejam finalizadas.

Reportar Erro