Mais Lidas

Contra à Covid-19

Pfizer solicitará autorização do uso da vacina ComiRNAty, para crianças a partir de 5 anos

Expectativa é que o pedido será feito a Anvisa ao longo do mês de novembro

acessibilidade:
Os frascos também terão cores distintas para evitar erros na aplicação.

A imunização contra à Covid-19, de crianças de 5 a 11 anos, está próxima. Isso porque a farmacêutica Pfizer/Biontech já noticiou que vai pedir autorização do uso da vacina ComiRNAty, para Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Sem uma data definida, a expectativa é que a solicitação ocorra ao longo do mês de novembro.

O uso do imunizante pediátrico, também está em discussão nos Estados Unidos. Na última sexta-feira (22), a Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora, norte-americana, divulgou um relatório sobre os dados submetidos pela Pfizer em relação a eficácia e a segurança da ComiRNAty. A conclusão da FDA é de que os benefícios superam os riscos.

Na terça-feira (26), alguns especialistas, emitiram um parecer, extraoficial, que recomenda o uso da vacina para esse grupo. A conclusão dos consultores independentes, vai ao encontro do relatório da agência, de que a prevenção contra as consequências graves da Covid-19, hospitalizações e mortes, justifica o risco das crianças desenvolverem miocardite, a inflamação do músculo cardíaco.

Para a efetivação do uso da vacina é necessário o aval oficial da FDA, assim como dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

É importante destacar que a imunização de criança não ocorreu juntamente co a dos adultos, devido a comprovação de que elas correm menos riscos de desenvolver casos graves da doença e evoluir para óbito.

Reportar Erro