Mais Lidas

Origem será investigada

PF prende taxista com 400 mil euros em mala, no Aeroporto do Recife

Homem de Belém (PA) disse que entregaria mala em Salvador (BA), em troca de R$ 1 mil

acessibilidade:

Polícia Federal em Pernambuco, prendeu na tarde de ontem (27) um taxista de Belém (PA), tentando embarcar para Salvador (BA) com 400 mil euros em uma mala, no Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife (PE).

O homem de 41 anos é solteiro e sem antecedentes criminais. E foi preso com o equivalente a R$ 1,76 milhão durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de drogas, bem como diversos outros tipos de ilicitudes de competência federal.

Em seu interrogatório o suspeito falou que recebeu a orientação de uma outra pessoa, sem dar maiores detalhes, para entregar a moeda estrangeira quando desembarcasse no aeroporto da capital baiana, após fazer conexão no aeroporto do Recife. E admitiu que receberia R$ 1 mil pelo serviço de transporte.

As investigações prosseguem no sentido de identificar os reais proprietários do dinheiro estrangeiro, sua origem e destinação.

O flagrante foi feito pelos policiais federais através de um procedimento padrão, em que separaram algumas bagagens de passageiros para que fossem submetidas ao aparelho de raios x quando perceberam a existência de uma mala de um voo procedente de Belém (PA) com diversos materiais suspeitos que estavam escondidos em meio a sapatos e roupas.

Ao ser identificado o passageiro, proprietário da bagagem demonstrava bastante nervosismo, inquietação e impaciência sendo separado para uma entrevista prévia. Os federais começaram a lhe questionar sobre o que havia no interior da mala. E o taxista disse não saber, levantando ainda mais a suspeita de se tratar de material ilícito.

Ao ser aberta suas duas malas em sua presença foi encontrado em uma delas 400 mil euros em notas de 50, 100, 200 e 500 euros, totalizando em moeda nacional cerca de RS 1.760.000,00.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a moeda estrangeira apreendida, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foi conduzido para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuado pela prática do crime de guardar ou ocultar origem ou movimentação de valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal.

Caso seja condenado, o taxista poderá pegar penas que variam de 3 a 10 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou exame de corpo de delito no IML e foi levado para a audiência de custódia, onde foi liberado e deverá responder ao processo em liberdade, ficando à disposição da Justiça Federal em Pernambuco.

Essa já é a décima apreensão no Aeroporto dos Guararapes no ano de 2019. Até agora 11 pessoas foram presas, sendo 5 homens e 6 mulheres e apreendidos 61Kg de cocaína, 28,4Kg de skunk e 400 mil euros. (Com informações da Comunicação Social da PF)

Reportar Erro