Mais Lidas

ministério da saúde

PF investiga fraude em compra de remédios de alto custo que pode ter causado 14 mortes

Operação mira fraudes em contratos de compra de medicamentos de alto custo

acessibilidade:
PF deflagra Operação contra empresa investigada na CPI. Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (21), ação para investigar diretoria de logística do Ministério da Saúde em contratos de compra de medicamentos de alto custo.

São cumpridos 15 mandados de busca de apreensão na sede da pasta, no Distrito Federal, e nos estados de Alagoas, Minas Gerais, Pernambuco e São Paulo.

De acordo com as investigações, a fraude ocorreu entre 2016 e 2018 em contratos para aquisição dos remédios: ldurazyme, Fabrazyme, Myozyme, Elaprase e Soliris/Eculizumabe.

A Polícia Federal aponta que o esquema criminoso dentro do órgão gerou um prejuízo que pode ultrapassar R$20 milhões. Além da morte de pelo menos 14 pessoas que dependiam da distribuição dos medicamentos.

Os suspeitos podem responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, fraude à licitação, estelionato, falsidade ideológica, prevaricação e advocacia administrativa.

Vídeos Relacionados