Mais Lidas

ômicron no brasil

Passaporte da vacina é ampliado no Rio de Janeiro

Prefeitura do Rio mira frear disseminação de nova variante

acessibilidade:
Comprovante de vacinação contra a covid-19, no município do Rio de Janeiro. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Prefeitura do Rio de Janeiro passa a exigir, a partir desta quinta-feira (2), o comprovante de vacinação em mais estabelecimentos devido à confirmação de casos da variante ômicron no Brasil.

Bares, restaurantes, hospedagens, casas de festas e eventos, transporte de aplicativo e táxis, academias, cinemas e outros setores de entretenimento integram a lista de locais que já exigiam a apresentação da carteira de vacina.

De acordo com o secretário de saúde Daniel Soranz, frear a disseminação da nova variante é o alvo da campanha. “A gente está muito preocupado com a nova variante. A princípio, é uma variante que responde bem à vacinação. A vacina protege contra a variante ômicron, não temos nenhuma evidência que indique o contrário”, diz.

Para comprovar o recebimento da vacina contra a Covid-19, poderão ser utilizados o cartão físico de vacinação, entregue no momento da aplicação, e também pelo cadastro pessoal do aplicativo Conecte SUS, onde estão armazenados os dados de vacinação do usuário.

Segundo o calendário de campanha da cidade, todos os moradores com mais de 12 anos já devem estar imunizados com a segunda dose do imunizante ou a com a dose única da vacina Janssen.

 

 

Vídeos Relacionados