Mais Lidas

Pró-Dilma

MST E MLT fecham as principais BRs que dão acesso à Brasília

Manifestações contra o processo de impeachment

acessibilidade:

Desde às 5h da manhã cerca de 1000 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Movimento Luta pela Terra (MLT) fecham as Brs  070 e 020 em manifestações em oposição ao processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. O mesmo ocorre em diversas regiões do país.

Os manifestantes alegam que os atos são uma jornada de lutas pela democracia e contra o golpe, organizados pela Grente Brasil Popular e Povo Sem Medo. Marco Baratto integrante da Direção Nacional do MST afirma, " não sairemos das ruas até que a democracia seja reestabelecida. O que o Congresso Nacional está promovendo é um golpe contra a vontade da maioria do povo brasileiro, expresso através do voto". Baratto acusa Eduardo Cunha (PMDB) de ter agido motivado por vingança e resslata, "não há provas nem indícios que a presidenta tenha cometido algum crime, ou seja, é um golpe contra a democracia".

Outras manifestações, paralisações e marchas pelo país estão programadas para os próximos dias em resposta ao processo de impeachment que será votado no Senado Federal nesta quarta-feira (11).

Nesta terça-feira (10) cerca de 1000 famílias organizadas pelo MST ocuparam a fazenda Esmeraldo, em Duartina no interior de São Paulo, a fazenda é ligada ao vice-presidnete Micehl Temer (PMDB).

Vídeos Relacionados