Mais Lidas

vacinas irregulares

MP denuncia secretário de saúde e enfermeiras em Goiás por desvio de vacina

Duas enfermeiras e o secretário municipal de Saúde de Santa Rita do Novo Destino são investigados pelo crime

acessibilidade:
Cidade de São Paulo vacina nesta terça-feira pessoas com 44 e 45 anos. Foto: Governo de São Paulo/Divulgação

O secretário municipal de Saúde Marcelo Gomes de Moraes e duas enfermeiras do município goiano de Santa Rita do Novo Destino estão sendo investigados pelo Ministério Público pelo desvio de vacinas.

De acordo com as investigações, os três são suspeitos de aplicar doses do imunizante destinado aos públicos prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI) em quatro pessoas ligadas à prefeitura da cidade, sendo o cunhado do prefeito e servidores.

As enfermeiras Ladyanne Araújo dos Santos Tostas e Isaura Vieira da Cunha informaram que utilizaram doses sobressalentes do imunizante, a chamada “xepa”, nos servidores e no irmão da primeira-dama para não desperdiçar. À época, somente profissionais da saúde e idosos com 90 anos ou mais estavam sendo vacinados.

O promotor responsável pelo caso, Tommaso Leonardi, averiguou que os envolvidos alteraram dados no sistema de vacinação para esconder a fraude. Duas das quatro pessoas vacinadas irregularmente foram incluídas no cadastro como sendo funcionárias da saúde do município.

Os vacinados, com idades entre 39 e 71 anos, não foram indiciados no processo. O promotor entendeu que eles foram convidados pelos investigados para receber as doses.

As enfermeiras e o secretário de Saúde devem responder pelos crimes de peculato e inserção de dados falsos em sistema de informação do governo. A Justiça também determinou o bloqueio de bens que totalizam R$ 50 mil a todos os denunciados.

 

Reportar Erro