Mais Lidas

Política em Goiás

Meirelles critica política econômica e anuncia candidatura a senador

"Meu projeto é entrar em algo em que eu possa fazer a diferença", afirmou

acessibilidade:
Henrique Meirelles, secretário da Fazenda do governo do Estado de Goiás - Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), atual secretário estadual da Fazenda de São Paulo, revelou nesta terça-feira (19) que seu projeto político em 2022 será a disputa pela vaga de Goiás no Senado Federal.

“Meu projeto é entrar em algo em que eu possa fazer a diferença, por isso vou me candidatar a senador”, afirmou ele.

Meirelles é outro secretário do governo de João Doria a deixar o cargo com o mesmo projeto, a disputa pela vaga de senador por Goiás. O também ex-minstro Alexandre Baldy abandonou nesta segunda-feira a secretaria paulista de Transportes Metropolitanos pata cuidar da sua candidatura.

Durante sua entrevista ao Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, Henrique Meirelles voltou a criticar duramente a política econômica do governoJair Bolsonaro e principalmente a proposta já aprovada na Câmara dos Deputados, que estabelece valor fixo do imposto estadual ICMS sobre os combustíveis.

Segundo ele, a intenção do governo federal, com essa proposta, é garantir recursos a serem gastos em ano eleitoral. Mas admitiu que os Estados têm registrado sobra de caixa, este ano, “um pouco” em razão dos aumentos da Petrobras e principalmente por causa da inflação.

Lembrado sobre o mote de sua campanha presidencial de 2018, “chame o Meirelles”, o secretário da Fazenda disse que a primeira coisa a fazer, se estivesse no comando da economia, seria dar prioridade absoluta a uma reforma tributária “para valer”, aproveitando recente consenso dos Estados, “e não uma simples reforma do imposto de renda, para dar mais dinheiro ao governo federal.”

Henrique Meirelles foi entrevistado no Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, pelos jornalistas Thays Freitas, Pedro Campos e Cláudio Humberto.