Mais Lidas

Segurança Pública

Mais um posto comunitário é destruído por vândalos

Esse é o quinto ataque contra as unidades neste ano

acessibilidade:

Na madrugada, por volta das 4h, desta sexta-feira (20)  um Posto Comunitário de Segurança (PCS) da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) localizado no Setor Central da Estrutural foi incendiado, até o momento os vândalos não foram identificados. Esse é o quinto ataque contra as unidades de segurança neste ano.

Durante o governo de José Roberto Arruda, 2008, foram criados 131 postos, desde então 28 unidades fotam alvos de vandalismo, tendo sido queimados ou quebrados. Em 2014 foram 14 postos danificados, em 2015 mais 10 unidades e até o momento quatro PCSs foram queimados este anos.

A Secretaria de Segurança informa que hoje 44 postos estão disponíveis para a administração direta e 8 postos foram remanejados, o Gama recebeu cinco unidades, São Sebastião recebeu um e dois foram para o Detran. Cada Posto Comunitário de Segurança custou aos cofres públicos cerca de R$ 150 mil reais.

Sobre a desativação dos Postos Comunitários a PM ressalta que o policiamento comunitário é um dos projetos estratégicos do Programa Pacto pela Vida, que vem reavaliando o desempenho operacional de todas as unidades e dentre as diversas formas de realizar o policiamento, será utilizada a que for mais eficiente. Sendo assim, serão mantidos os Postos Comunitários de Segurança que são consideradas estratégicas para a PM, aqueles que apresentem bom desempenho e atendem de forma satisfatória a comunidade.

Ultimamente, além dos postos fixos, estão sendo utilizados 40 postos móveis, veículos tipo van, que de acordo com a corporação, aumentam o alcance da ação policial com a mobilidade dos veículos.