Defesa

Wajngarten sobre vazamentos de Cid: ‘gravíssimo’

Defesa do ex-presidente, Jair Bolsonaro, deve adotar medidas ainda nesta sexta-feira (22).

acessibilidade:
Fábio Wajngarten. Foto: Anderson Riedel/PR

A defesa do ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, ainda avalia que providências serão tomadas mediante o vazamento de áudios gravados por Mauro Cid relatando coerção por parte da Polícia Federal, durante delação ocorrida no escopo de investigações conduzidas pelo ministro Alexandre de Moraes.

“O levantamento do sigilo das gravações dos depoimentos dele, na íntegra, poderá dirimir potenciais dúvidas e dará a transparência necessária para a elucidação de parte dos fatos”, publicou o advogado Fábio Wajngarten.

Ainda segundo o advogado do ex-presidente, ao longo desta sexta-feira (22), a defesa adotará medidas mediante as declarações vazadas.

Fábio Wajngarten completou: “ao longo da semana a própria imprensa já vinha retratando uma possível discrepância entre o que o Cid falava versus o que estava no papel. Isso é gravíssimo”.

Reportar Erro