Unanimidade

TRE-RN absolve Rogério Marinho com apoio do MP

Acusações de adversários foram refutadas até pelo Ministério Público Eleitoral

acessibilidade:
Senador Rogerio Marinho (PL-RN),Líder da Oposição. (Foto: Agência Senado)

Por unanimidade, o Tribunal Regional do Rio Grande do Norte (TRE-RN) decidiu rejeitar duas ações que pediam a cassação do mandato do senador Rogério Marinho (PL-RN). Eram ações de adversários raivosos e inconformados com a decisão do eleitor potiguar.

O líder da oposição no Senado era alvo de processos que questionavam sua atuação  como ministro do Desenvolvimento Regional durante a  gestão do ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, e o acusavam de abuso de poder econômico.

As acusações versavam sobre suposta utilização de verbas do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para favorecer municípios,  utilizando critérios políticos e eleitoreiros. Mas o relator do processo, desembargador Expedito Ferreira de Souza, entendeu não haver qualquer prova que sustente as alegações contra Marinho e foi seguido pelos colegas no voto

A defesa do senador, representada pelo escritório Cortez & Medeiros Advogados, sustentou que todos os investimentos do MDR foram distribuídos de maneira justa, sem favorecer prefeitos aliados. O Ministério Público, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral, concordou com os argumentos da defesa.