Coalização de base

Novo é o partido mais oposicionista da Câmara, aponta levantamento

PL é o segundo colocado; três partidos são classificados como 'centro' e todos os demais considerados governistas

acessibilidade:
Plenário da Câmara dos Deputados. (Foto: Deborah Sena/Diário do Poder)

A liderança da oposição na Câmara dos Deputados segue monitorando o resultado das votações na Casa Baixa do Congresso Nacional. Desta vez, os líderes do grupo oposicionista fecharam questão comparativa em relação ao comportamento dos partidos entre o início de 2023 e 2024. O NOVO segue sendo o partido mais oposicionista da Câmara, com um percentual de votações contra o governo Lula que evoluiu de 94% para 96,5%. O Partido Liberal (PL) começou o ano de 2023 com um margem de 86,7% das votações contrárias ao governo petista, e no início de 2024 apresentou percentual de 91,7%.

No início do último ano, os partidos PRD, Cidadania e União Brasil foram classificados como partidos governistas, já que o índice de votação das siglas em discordância com o atual governo era inferior aos 40%. Agora, são considerados partidos de centro, respectivamente apresentando percentual de votação de 69,3%, 54,7% e 53,6% contra o atual governo.

Já o Republicanos, que concentra parte da base bolsonarista no Congresso Nacional, já era considerado governista desde o lançamento da experiência com o ‘Placar Congresso’. Em 2023, o partido se posicionou contra o governo em 32,4% das votações, progredindo para um percentual de 38,4%, mas se mantendo na média de votações que cravam o rótulo de ‘situação’.