Estrela da CPAC

Milei: Bolsonaro é perseguido pela Justiça

Público recebeu presidente argentino com coro de 'Lula ladrão, seu lugar é na prisão'.

acessibilidade:
Javier Milei e Jair Bolsonaro. (Foto: Extração youtube).

O presidente da Argentina Javier Milei entrou ovacionado no auditório da CPAC Brasil, neste domingo (7). A plateia cantou em uníssono: “Lula ladrão seu lugar é na prisão” durante a recepção ao chefe de Estado. Milei respondeu com um sorriso.

Durante o uso da palavra,  Milei disse que o ex-presidente, Jair Bolsonaro (PL), ao seu lado no palco, é perseguido pela Justiça. Em menção à Justiça brasileira, o argentino afirmou que ideias de direita são alvo de censura. “Olhem o que aconteceu na Venezuela, olhem o que aconteceu na Bolívia quando Evo Morales ganhou pela terceira vez, olhem a perseguição que o nosso amigo Bolsonaro sofre aqui no Brasil, e olhem o que está acontecendo na Bolívia, um falso golpe de Estado”, afirmou. 

Milei, que se define como anarcocapitalista, fez críticas ao que chamou de ‘socialismo do século 21’ . Disse que se trata de um fenômeno ‘empobrecedor e assassino’.”Em nome da Justiça tiraram de uns para dar a outros, que por acaso são seus filhos ou amigos. Se tiverem alguma dúvida, vão ver como vivem as famílias desses campeões do socialismo do século XXI, vejam como vivem as famílias de [Nicolás] Maduro, vejam como vivem os filhos de alguns de seu país. São todos bilionários que vivem como se tivessem inventado o Google”.

Esta é a primeira visita de Milei ao Brasil desde que assumiu a presidência em dezembro de 2023. Ele retorno ao solo brasileiro para participar da CPAC Brasil, um evento conservador organizado pelo deputado Eduardo Bolsonaro. No entanto, Milei não se encontrou com o presidente Lula durante esta visita e também não participará da cúpula de chefes de Estado do Mercosul em Assunção, Paraguai, onde Lula estará presente.