Prévias do PSDB

Leite cita ‘incentivo’ de fora nas prévias do PSDB, mas omite apoio de Aécio

Governador não menciona seu principal padrinho nas prévias do dia 21

acessibilidade:
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul. (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini/Arquivo)

O pré-candidato a presidente Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, agora faz declarações se vangloriado de haver recebido o incentivo de políticos de outros partidos, que, aliás, não votarão nas prévias do PSDB marcadas para o próximo dia 21.

Mas, curiosamente, tem escondido o apoio do seu padrinho e maior incentivador, deputado Aécio Neves (MG), que coordena sua pré-campanha interna no partido. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O incentivo de fora do PSDB parece uma jogada esperta para afagar o ego do governador gaúcho pretendendo tê-lo como vice, em 2022.

Os aliados do governador de São Paulo, João Doria, tripudiam sobre o estímulo externo à pré-candidatura de Leite.

Os adeptos de Doria têm dito que os apoiadores de Leite, inclusive tucanos, têm algo em comum: não querem que o PSDB tenha candidato.

Em recente entrevista a Dora Kramer, da revista Veja, Leite disse que tem recebido apoio, por exemplo, do ex-prefeito de Salvador ACM Neto, secretário geral do Aliança Brasil, partido produto da fusão do DEM com o PSL, e do ex-ministro Gilberto Kassab, presidente do PSD.

Reportar Erro