Mais Lidas

'Ninguém deixado para trás'

JHC cria auxílio de até R$3 mil para vítimas de enchentes em Maceió

Além do novo auxílio, prefeito anunciou mais mil vagas do Aluguel Social

acessibilidade:
Prefeito JHC garantiu socorro aos maceioenses vítimas dos alagamentos. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

O prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o “JHC” (PSB), anunciou na noite de ontem (03) a criação do auxílio emergencial de até R$ 3 mil para as famílias afetadas pelas fortes chuvas que causaram inundações e ameaçam maceioenses que vivem nas margens da Lagoa Mundaú e em encostas e grotas da capital de Alagoas.

“Vamos liberar um auxílio às vítimas dos alagamentos que estão impossibilitadas de retornar às suas casas. Já aumentamos o nosso aluguel social em quase 500% e vamos autorizar mais mil famílias para o mesmo benefício. Ninguém será deixado para trás”, disse o prefeito.

Em Maceió, já são quatro abrigos oferecidos pela Prefeitura com refeições, colchões e segurança, comportando mais de mil pessoas.

Em decorrência do trabalho preventivo feito pela Prefeitura desde o ano passado, Maceió, até o momento, não registra vítimas fatais mesmo com as fortes chuvas e enchentes – como ocorreu em 25 de maio.

Na época, a União reconheceu o estado de emergência e liberou R$ 6,5 milhões, que a Prefeitura de Maceió afirma que já estão em execução e vão garantir a doação de cestas básicas, refeições prontas, kits de limpeza, kits de higiene pessoal e colchões.

Somado a essas ações, haverá ainda o auxílio anunciado pelo prefeito JHC, e a ampliação de vagas do Aluguel Social, que já aumentou mais de 500% em relação a gestão anterior.

Os cidadãos podem acompanhar a execução desses recursos por meio de um Portal da Transparência específico, que contém todas as informações e que foi elaborado para assegurar o acesso da sociedade e órgãos de controle a essas informações em tempo real.

A Prefeitura segue monitorando os bairros atingidos e, em caso de ocorrências, a população deve acionar a Defesa Civil por meio do 199 ou 156. (Com informações da Secom Maceió)

Reportar Erro