Mais Lidas

Biossegurança

Inpa inaugura laboratório com nível de biossegurança especial

Instituto poderá manipular microrganismos como o do Sars-Cov-2

acessibilidade:
O ministro da pasta, Paulo Alvim, disse que a nova estrutura “vai alavancar tremendamente a pesquisa" Foto: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) inaugurou hoje (3), em Manaus, um biomódulo do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), que possibilitará a manipulação de microrganismos classificados com Nível de Biossegurança 3 (NB3).

Ao elevar o nível de segurança de seus laboratórios, o Inpa terá condições de manipular o Sars-Cov-2 e, também, outros patógenos que exigem esse nível de segurança. Segundo o ministério, a infraestrutura inaugurada teve um custo de R$ 2,86 milhões.

O ministro da pasta, Paulo Alvim, disse que a nova estrutura “vai alavancar tremendamente a pesquisa na região, além de prestar serviço para a criação de uma rede de biossegurança de todo o país”, lembrando que é o segundo laboratório do tipo construído na Região Amazônica, e o primeiro no estado.

De acordo com o secretário de Pesquisa e Formação Científica, Marcelo Morales, 18 estruturas nacionais receberam recursos para elevar, de 2 para 3, o nível de segurança de seus laboratórios. “Na Região Amazônica, isso é fundamental. É estratégico para o país”, disse.

“Pesquisa, inovação e ciência nos trazem soberania, e dentro do ambiente da Amazônia, que é essa riqueza desconhecida, a pesquisa tem de estar presente para desvendar esses mistérios, em meio às riquezas da região”, disse o secretário.

A expectativa é de que, com suas estruturas, o Inpa possa prestar serviços não só para outras instituições e empresas, como para ajudar na transferência de tecnologias para o setor produtivo.(ABr)

Reportar Erro