Mais Lidas

Reflexo da pandemia

Governo do DF envia oxigênio para socorrer hospital de cidade do Entorno

Ajuda emergencial foi enviada para o hospital da cidade de Águas Lindas, no Goiás

acessibilidade:
Secretaria de Saúde do DF já enviou 80 metros cúbicos de oxigênio para suprir o estoque de um dos hospitais de Águas Lindas (GO) Foto: Breno Esaki

No começo da semana a cidade de Águas Lindas de Goiás estava a beira de um colapso na saúde local, com 40 pacientes correndo risco de morrer por falta de oxigênio, o prefeito Lucas de Carvalho Antonietti solicitou ajuda do Governo do Distrito Federal.

Desde terça-feira (23), a Secretaria de Saúde do Distrito Federal está auxiliando a cidade com o envio de cilindros de oxigênio. A cidade goiana já recebeu  80 metros cúbicos de oxigênio para suprir o estoque de um dos hospitais ameaçado de entrar em colapso por causa da falta do gás para o tratamento de pacientes com Covid-19.

Segundo o secretário-adjunto de Gestão em Saúde, Bruno Tempesta o auxílio só foi possível porque a situação do DF permite. “Quando recebemos o pedido, a primeira coisa que fazemos é dimensionar se o envio do insumo vai nos desabastecer. No DF, no momento, não temos risco de desabastecimento”.

Tempesta explica que o DF tem dois contratos que garantem o suprimento do gás. “Temos dois contratos: o do oxigênio líquido, que abastece os leitos de UTI e enfermaria, e o de oxigênio gasoso, que é o de cilindro. O número de pacientes internados e a criação de leitos, aumentou o consumo, mas esse aumento está dentro da cobertura contratual”.

O secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, ressalta que o esforço para atender os pedidos de socorro do Entorno  vem de uma determinação do governador Ibaneis Rocha. “Ele não quer que pacientes venham a óbito por falta de oxigênio. E pessoas não atendidas no Entorno virão para o DF”.