Mais Lidas

Abuso

Governo alega até alta do dólar para o tarifaço da água: 16,5%

Agência reguladora alega aumento do dólar e até da energia

acessibilidade:

O governo estadual decidiu aplicar um tarifaço de 16,5% na conta mensal de água da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) já a partir do dia 1º de julho. A portaria da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal), cuja diretoria é nomeada pelo governador, foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (23).

O pretexto reajuste é o aumento de 8,48% da tarifa da rede elétrica, previsto para agosto, o que elevaria os custos da empresa em 40%. O reajuste de 16,5% na conta d’água é o dobro da inflação do período.

Para esfolar o consumidor alagoano com esse tarfifaço, Arsal ainda alegou “variação cambial”, que elevaria os custos dos produtos utilizados para o tratamento da água, mas nem sequer levou em consideração a queda contínua do dólar desde a posse do presidente Michel Temer.

Há um ano, a agencia aumentou a conta d’água em15,27%, mas a pretensão inicial era de um aumento escandaloso de 27%.