Mais Lidas

Operação Snake

Estudante de veterinária picado por Naja é preso temporariamente no DF

Pedro é suspeito de tentar atrapalhar as investigações, além da acusação de crime ambiental

acessibilidade:
No Butantan, os animais foram registrados e passaram por exames clínicos Foto: Ivan Mattos Zoo de Brasilia

A Polícia Federal do Distrito Federal (PCDF) prendeu na manhã desta quarta-feira (29) Pedro Henrique Krambeck, 22 anos, O estudante de veterinária é suspeito de tentar atrapalhar as investigações e de cometer crime ambiental

Ação faz parte da quarta fase da Operação Snake que investiga um esquema de tráfico de animais silvestres no Distrito Federal.

O estudante foi preso na sua residência nesta manhã. Essa prisão é temporária, tendo validade de cinco dias, podendo ser prorrogada por mais cinco dias.

Pedro Henrique Krambeck foi detido em sua casa Foto: Tv Globo

Pedro que criava diversas cobras de forma ilegal, foi picado no dia 7 de julho por uma naja, de sua criação. Ele ficou em estado grave, internado por cinco dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em coma induzido.

A serpente foi  abandonada e encontrada no outro dia, dentro de uma caixa, próximo de um shopping no Lago Sul. Agora ela está  sob os cuidados do Zoológico de Brasília.

Por manter  animais nativos e exóticos em locais inapropriados, com maus-tratos, e criá-los sem autorização o estudante foi multado em R$ 81,3 mil, conforme informou o  Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) .