Mais Lidas

Ameaça de punição

Em circular, Secretaria de Saúde proíbe que servidores divulguem informações

Comunicado é destinado a subsecretários, diretores e servidores

acessibilidade:

Uma circular publicada pela Secretaria de Saúde do DF em 12 de fevereiro ganhou as redes sociais esta semana e gerou desconforto entre os servidores da pasta. O comunicado, destinado a “subsecretários, diretores e demais servidores” veta qualquer funcionário de divulgar informações sobre a SES, como áudios, imagens das unidades, documentos ou dados de pacientes sem informação. O trabalho fica somente com a Assessoria de Comunicação Social (Ascom).

Em um dos trechos da circular, os servidores ficam avisados de que “somente a Ascom pode autorizar ou negar pedidos de entrevistas, filmagens e fotografias. Nenhum servidor ou gestor, sem a devida autorização, pode repassar à imprensa informações, áudios, imagens das unidades de saúde, de documentos, equipamentos ou pacientes. O vazamento de tais conteúdos, mesmo pelas redes sociais, é passível de punição”.

Em nota, a Ascom afirmou que a circular destaca as atribuições da assessoria da pasta e cria mecanismos que auxiliam no fluxo da informação dentro das unidades que compõe a rede pública de saúde. Este documento é uma atualização das normas já existentes criadas em anos ateriores”.

Ainda segundo a Ascom, “a circular é necessária para resguardar os pacientes de divulgações indevidas” e que “em momento algum este documento impede o trabalho da imprensa. Ele apenas direciona os jornalistas a procurarem a Ascom e, a partir deste setor, ter o encaminhamento correto da demanda, com o fornecimento de todos os conteúdos solicitados”.

Confira a circular: