Baleia x Jair Bolsonaro

Wajngarten é intimado para depor sobre importunação a baleia

O inquérito apura se o ex-presidente Jair Bolsonaro importunou uma baleia jubarte durante um passeio de jet ski

acessibilidade:
Fabio Wajngarten, advogado de Jair Bolsonaro é intimado para depor sobre importunação a baleia. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O advogado de Jair Bolsonaro, Fabio Wajngarten foi intimado a prestar esclarecimentos à Polícia Federal (PF) no inquérito que apura se o ex-presidente Jair Bolsonaro importunou uma baleia jubarte durante um passeio de jet ski em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. 

O depoimento está marcado para o dia 07 de fevereiro, às 14h30, na delegacia da PF em São Sebastião. Bolsonaro passou a ser investigado após um passeio de jet ski que ocorreu no fim de semana de 16 e 17 de junho do ano passado. Na época, estava hospedado na casa de Wajngarten. 

O inquérito foi aberto baseado em um vídeo publicado nas redes sociais, de que um jet ski com motor ligado a cerca de 15 metros do grande animal. Segundo suspeitam os investigadores, quem pilotava o veículo aquático era o ex-presidente. 

A lei brasileira proíbe pesca e “molestamento intencional” desses animais nas áreas litorâneas. A pena para esse tipo de crime é de dois a cinco anos de prisão, além de multa.

Bolsonaro chegou a comentar sobre o caso durante um evento, em novembro do ano passado. “Todo dia tem uma maldade em cima de mim. A de ontem foi que estou perseguindo baleias. A única baleia que não gosta de mim na Esplanada é aquela que está no ministério, que diz que eu queria dar golpe, mas some com vídeos”, disse o ex-presidente, referindo-se ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

Reportar Erro