Posse do Milei

Bolsonaro avisa Moraes que sairá do país para posse de Milei

O ex-presidente Jair Bolsonaro ficará fora do país do dia 7 a 11 de dezembro para posse do presidente eleito da Argentina, Javier Milei

acessibilidade:
Bolsonaro tem observado a interlocutores que sente nas ruas um clima ainda mais favorável do que na sua pré-campanha presidencial de 2018.(Foto: Agência Brasil)

O ex-presidente Jair Bolsonaro enviou nesta terça-feira (05), uma petição ao ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), em que informa que estará fora do país dos dias 7 a 11 de dezembro, para ir à posse do presidente eleito da Argentina, Javier Milei, que será realizado no domingo (10).  

No documento enviado por Bolsonaro, na petição afirma que “em atenção às investigações em curso e com profundo respeito à Corte”. Ele é investigado em inquéritos que tramitam no Supremo.

O ex-assessor especial de gabinete de Bolsonaro, Marcelo Costa Câmara, também enviou uma petição a Moraes com a mesma justificativa. Afirmou no documento que estará acompanhado de Bolsonaro e usará a identidade para viajar, “não necessitando do passaporte para tanto”.

No documento enviado ao ministro, Bolsonaro também disse que usará o documento de identidade para a viagem à Argentina e que a ida para a posse se dá a “convite do próprio presidente eleito”, Javier Milei.  

O ex-presidente afirmou estar “à disposição para atender a qualquer convocação ou diligência judicial, se necessárias, antes ou após o mencionado período de ausência”. Tanto Bolsonaro quanto Câmara anexaram à petição as passagens de ida e volta, assim como o itinerário e detalhes da viagem. 

Reportar Erro