Operação Verão

Criminoso suspeito de matar sargento morre em confronto com PM

Danone estava envolvido no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro além de já ter cometido atentados contra agentes públicos

acessibilidade:
Houve uma redução de 25,8% nos roubos nos litorais paulistas. (Foto: PM-SP).

A Operação Verão, realizada pela Polícia Militar de São Paulo na Baixada Santista (SP), já resultou em 26 mortes. As últimas ocorreram durante a ação nesta sexta-feira (16), quando Danone, apontado como líder de uma facção criminosa, e outros dois comparsas foram mortos em um confronto com os policiais.

Os agentes do Comando e Operações Especiais (COE) se dirigiram a um apartamento no bairro Santa Cruz dos Navegantes, em Guarujá, onde os criminosos estavam escondidos. No local, os agentes foram recebidos a tiros pelos três indivíduos, conforme relatado pela Secretaria de Segurança Pública. 

As investigações revelam que Danone estava envolvido no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. O criminoso já havia cometido também atentados contra agentes públicos e era apontado como um dos responsáveis pela morte de um sargento em 2012. 

No final do ano passado, as autoridades policiais e a Marinha encontraram em sua residência um fuzil, duas pistolas e substâncias entorpecentes. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, até o momento, 634 criminosos foram detidos durante a operação, sendo que 236 deles eram procurados pela Justiça. 

Reportar Erro