caso Villela

Dois acusados vão a júri popular nesta terça

Após quatro anos, dois dos quatro assassinos serão julgados amanhã

acessibilidade:

Os  dois primeiros réus do assassinato ao casal Villela e à empregada doméstica vão ser julgados por júri popular nesta terça-feira (10). Campos Alves, 47 anos, e Francisco Mairlon Barros Aguiar, 24 anos, que estão presos, irão a júri após a tramitação de um processo cujos autos já somam mais de 13,6 mil folhas, com centenas de laudos e mais de 40 processos apensados. Os réus são acusados do homicídio do ex-ministro do TSE José Guilherme Villela, de sua esposa, a advogada Maria Carvalho Mendes Villela e da empregada do casal, Francisca Nascimento da Silva. O crime aconteceu em 28 de agosto de 2009, no apartamento da família, na SQS 113. Os três foram mortos por meio de instrumentos perfurocortantes, conforme a denúncia.  Quatro acusados respondem pelo crime. Os outros dois, Adriana Villela, filha do casal assassinado e apontada como mandante do crime e Paulo Cardoso Santana recorreram e aguardam o julgamento dos recursos.