Governador do DF

‘Vou governar para os que mais precisam’, anuncia Ibaneis Rocha em Brasília

Ele foi reeleito para segundo mandato e tomou posse neste domingo

acessibilidade:
Ibaneis Rocha toma posse e assume segundo mandato como governador do Distrito Federal

Sionei Ricardo Leão

O governador reeleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, afirmou que a prioridade da nova gestão será em favor dos que mais precisam. A declarou foi dada ao término da missa de ação de graças no Santuário São João Bosco, na 702 Sul, na manhã deste 1º de janeiro.

Ibaneis Rocha permaneceu durante a missa ao lado da esposa, Mayara Noronha Rocha, e do filho Mateus. Também foi a cerimônia a vice-governadora, Celina Leão e membros do secretariado, como da Cultura, Bartolomeu Rodrigues da Silva, Relações Institucionais (Serins), Agaciel da Silva Maia e Cultura e Economia Criativa (Secec), Bartolomeu Rodrigues da Silva de Governo (Segov), José Humberto Pires de Araújo.

Ao longo dos últimos quatro anos à frente do Executivo do Distrito Federal, Ibaneis Rocha costumeiramente disse que “governo existe para os mais pobres, quanto aos ricos, basta não atrapalhar”. Ao ser questionado nesta manhã pela imprensa sobre a capacidade do secretariado, o governador frisou “todos eles são competentes e estão muito motivados para fazer um bom trabalho”.

A nova gestão do DF conta com 29 secretários de Estado. A maior parte esteve na primeira gestão – 20 no total. Entre eles, Giselle Ferreira de Oliveira é a única que participava, mas assume uma nova pasta. Ela deixa o Esporte e Lazer para assumir Secretaria da Mulher. Os demais permanecem nos cargos que já exerciam em 2022.

Ibaneis Rocha Barros Junior é o primeiro governador do DF nascido em Brasília. Os pais piauienses, vieram para Brasília como muitos outros brasileiros em busca de melhores condições de vida.

Rocha residiu no Guará, onde fez o ensino médio no Colégio Projeção. Em 1989, começou a estudar direito no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), onde se formou em 1993.

Antes de trilhar os rumos da política partidária, o atual governador teve uma trajetória de dirigente na Ordem dos Advogados do Brasil no DF e Nacional. Foi conselheiro seccional e vice-presidente da OAB-DF. Depois, secretário-geral da Comissão Nacional de Prerrogativas do Conselho Federal da OAB. Em 2013, foi eleito presidente da OAB do DF.