Mais Lidas

Governador/DF 2018

Ibaneis pede à Justiça que retire do ar “propaganda enganosa” de Rollemberg, no DF

Vídeo de Rollemberg cita um 'novo hospital' que já existia

acessibilidade:
Ibaneis, que chama Rollemberg de "Pinóquio", denuncia que o "Novo Hospital" da propaganda já existia antes do atual governo do DF.

O candidato do MDB ao governo do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, ingressou com representação contra o atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB) na Justiça Eleitoral por propaganda enganosa, acusando-o de “manipulação de fatos” e de conteúdo inverídico do comercial eleitoral em que o candidato à reeleição afirma haver construído “um novo Hospital da Criança”. Ele pede a imediata retirada do vídeo do ar.

Na verdade, segundo Ibaneis, que se refere a Rollemberg como “Pinóquio”, foi construída apenas uma ala do hospital já existente, produto de convênio datado de 2012, dois anos antes da eleição do atual governador.

Em nota, a campanha à reeleição de Rodrigo Rollemberg ironizou a iniciativa de Ibaneis: “Não estranha a falta de conhecimento do candidato Ibaneis Rocha, que quase nada conhece do Distrito Federal. Sua representação mostra ignorância ou má-fé, uma vez que entregamos um verdadeiro novo Hospital da Criança: o antigo tinha 18 leitos e o atual conta com 202 novos e modernos leitos.”

ONG construiu o hospital
O hospital foi construído pela Abrace, ONG de apoio a famílias de crianças com câncer. A unidade de saúde tem ainda uma gestão muito elogiada a cargo do Icipe (Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada), entidade sem fins lucrativos criada pela Abrace.

“O Hospital da Criança de Brasília é uma iniciativa exclusiva da sociedade civil, apoiada ao longo de décadas pelo Distrito Federal e não por um governador em específico”, afirmou o candidato do MDB em sua representação.

Ibaneis Rocha cita ainda “outro fato sabidamente inverídico”: a propaganda de Rollemberg omite o fato de que a nova ala, embora inaugurada recentemente, “ainda não se encontra em pleno funcionamento”.

Reportar Erro