Escola em Casa DF

Estudantes da rede pública do DF terão teleaulas a partir da próxima segunda

Aulas estão suspensas desde o dia 12 de março devido a pandemia do Covid-19

acessibilidade:
Segundo Maria Helena, os documentos levarão em consideração a desigualdade brasileira

Para evitar maiores prejuízos aos alunos da rede pública de ensino, o Governo do Distrito Federal (GDF) criou o programa Escola em Casa DF para retomar as aulas de forma remota, primeiramente por teleaulas e posteriori por meio de plataformas digitais. Os alunos das escolas e faculdades particulares já estão estudando desta forma, desde o início do agravamento da pandemia do Covid-19 no DF.

Desta forma, a partir da próxima segunda-feira (6), começarão as teleaulas na TV Justiça, a programação estará disponível no período de 9h e 12h, com conteúdos didático-pedagógicos que vão desde a educação precoce aos ensinos fundamental e médio. A grade de programação terá entre 15 e 30 minutos para cada etapa/modalidade de ensino. Os detalhes da programação serão divulgados em breve.

Entretanto, o GDF ainda não decidiu se essas aulas vão valer como dias letivos, conforme afirmou o secretário de Educação João Pedro Ferraz. “O importante é que os estudantes mantenham o vínculo com escola”.

As aulas também serão transmitidas pelo canal evangélico, TV Gênesis, da igreja Sara Nossa Terra. No momento estão sendo fechados os últimos acertos para que isso ocorra.

Além das teleaulas, os estudantes também terão conteúdos disponibilizados pela plataforma Moodle, onde terão acesso a suas escolas, sala de aula e interação com seus professores. A ideia é que cada professor disponibilize conteúdos para os seus alunos, seja em forma de vídeos, seja com materiais da própria Internet.

A TV Justiça é aberta no DF, podendo ser acessada na TV Digital, nos canais 53.1 e 53.2.

Escolas fechadas

Para tentar evitar a rápida proliferação do coronavírus no DF, o governador Ibaneis Rocha determinou diversas medidas, entre elas a suspensão das aulas, tanto na rede pública como privada. Desde o dia 12 de março as escolas estão fechadas, ontem (01) Ibaneis estendeu as medidas protetivas, a suspensão das aulas presenciais, até o dia 31 de maio.