Mais Lidas

Denúncias

Deputada Celina Leão e defensor público são alvos de inquérito do MP

Dupla é acusada de violação de sigilo profissional e prevaricação

acessibilidade:

Um inquérito instaurado pela Procuradoria-geral da Justiça do Distrito Federal tem como alvo a deputada distrital Celina Leão (PPS) e o defensor público-geral Ricardo Batista Sousa. O caso será investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública (Decap) e denuncia a dupla por violação de sigilo profissional e prevaricação, ou seja, quando um servidor comete crime em vantagem pessoal.

As investigações começaram após o defensor público André de Moura Soares questionar o fato da distrital ter tido acesso a seus documentos pessoais, como prontuário médico. Celina Leão fez menção às informações durante uma sessão na Câmara Legislativa, em 2016, para desqualificar Soares e se defender das acusações contra ela na Operação Drácon.

Na sessão, Celina disse que o defensor público – responsável por intermediar a denúncia ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) – estava doente, que tinha pânico, e estava se readaptando ao atendimento a população. Depois do questionamento feito pelo advogado, o MP conseguiu constatar que o prontuário foi desarquivado e encaminhado ao defensor público-geral, Ricardo Batista de Sousa.