Mais Lidas

retorno organizado

Crianças da rede pública de ensino voltam às salas de aula hoje em Manaus

Governador do estado, Wilson Lima, vistoriou uma das unidades de ensino e garantiu que a segurança dos profissionais e alunos é prioridade

acessibilidade:
Wilson Lima, governador do Amazonas, afirmou que o monitoramento da saúde dos alunos e profissionais está no plano do governo. Foto: Diego Peres- Secom

Alunos do ensino fundamental da rede de ensino pública de Manaus retornam às atividades escolares presencialmente nesta quarta-feira (30). Foram reabertas 107 unidades de ensino da capital, totalizando mais de 111 mil alunos em salas de aula.

O regresso é feito de forma segura e garante os protocolos de distanciamento, sendo que os estudantes serão divididos em dois grupos que frequentarão as escolas em dias alternados. As aulas online serão mantidas também dias alternados para cada grupo de alunos.

O governador do estado, Wilson Lima (PSC), vistoriou o Ceti Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. Na oportunidade, Lima garantiu que o monitoramento da saúde dos professores, funcionários e alunos está no planejamento do governo. A primeira etapa ocorreu com a testagem de todos os profissionais antes de dar início às atividades.

“Nós já fizemos a testagem em praticamente todos os professores que estão retornando à sala de aula, e o aluno ou profissional da área de educação que apresentar qualquer sintoma ou qualquer situação relacionada à Covid, ele será afastado e isso será monitorado”, afirmou Wilson.

O governador explicou que professores integrantes do grupo de risco não voltarão às atividades presenciais. Assim como os alunos que decidirem por acompanhar as aulas online também não serão prejudicados. “Esse aluno não será penalizado por causa disso, ele pode continuar acompanhando as aulas em casa. O que nós estamos fazendo aqui é dando a oportunidade para os pais e alunos escolherem se querem voltar à escola ou não”, disse.

A segurança dos alunos é prioridade das ações de educação, conforme elucida Luis Fabian Barbosa, secretário da pasta, “Os cuidados tomados na escola foram os mesmos: a implantação de um protocolo rígido, construído pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS -AM), em articulação com a Seduc, que prevê a instalação de pias nas áreas externas e refeitório da escola; distribuição de máscaras; aferição de temperatura; instalação de tapete sanitizante; dispensadores de álcool em gel em todas as salas de aula e uma campanha bastante consistente para que os alunos internalizem os comportamentos novos de manterem distância”. (Com informações da Secretaria de Educação do Amazonas)