Cepea

Cotações do trigo seguem em alta na entressafra

Estimativas oficiais indicam uma redução na área cultivada com trigo no Brasil

acessibilidade:
Com base nas estimativas, a produção total de trigo está prevista para ser de 9,065 milhões de toneladas em 2024. (Foto: Pixabay).

Durante a entressafra, as cotações domésticas do trigo continuam subindo.

De acordo com pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os produtores estão mantendo seus preços mais altos no mercado à vista, especialmente para o trigo de qualidade superior (PH>78).

Enquanto isso, os moinhos tentam adquirir novos lotes a preços mais baixos, o que limita a liquidez das negociações.

Estimativas oficiais indicam uma redução na área cultivada com trigo no Brasil.

Segundo relatório divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) neste mês, a área em 2024 é de 3,087 milhões de hectares, o que representa uma diminuição de 11,4% em relação ao ano anterior.

Apesar da queda na área cultivada, há boas notícias em relação à produtividade. Comparando com o ano anterior, espera-se um crescimento de 26,3% na produtividade, atingindo 2.945 kg/ha.

Com base nas estimativas, a produção total de trigo está prevista para ser de 9,065 milhões de toneladas em 2024. Isso representa um aumento de 12% em comparação com a safra finalizada em 2023.

O cenário atual apresenta desafios para a liquidez das negociações, mas também abre oportunidades para os produtores e moinhos ajustarem suas estratégias diante das mudanças na área cultivada e na produtividade.