Mais Lidas

Amenizando o prejuízo

Concessão do Mané Garrincha já tem interessados

Ganhador do consórcio leva ainda Nilson Nelson e complexo aquático

acessibilidade:

Para tentar diminuir os prejuízos – ou pelo menos os gastos de manutenção – do Mané Garrincha, Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) e o GDF pretendem conceder a arena, junto com o o Ginásio Nilson Nelson e o Complexo Aquático Cláudio Coutinho.

A publicação do edital está previsto para o fim de julho, e duas empresas já estão interessadas em assumir os três espaços: a francesa Lagardère, junto com o Consórcio Arena das Dunas e a OAS; e a holandesa Amsterdam Arena e RNGD.

A proposta do governo é conceder o Arenaplex – como está sendo chamado o conjunto dos espaços – por 35 anos, que podem ser renovados pelo mesmo período. O investimento inicial da concessionária deve ser de R$ 80 milhões, destinados à revitalização dos espaços. Além disso, o ganhador deve assumir os gastos do governo de R$ 8,5 milhões por ano e pagar outorga anual de R$ 5 milhões para a Terracap.

No fim de maio, o diretor Novos Negócios da Terracap, André Gomyde, declarou que o governo teria um ganho de cerca de R$ 13,5 milhões, caso haja a concessão.