Mais Lidas

Violência recorrente

Ciclistas protestam contra violência no trânsito do DF

Semana passada, uma ciclista acabou ferida no Parque da Cidade

acessibilidade:

Um grupo com cerca de 400 ciclistas deu duas voltas no Parque da Cidade como forma de protesto contra a violência no trânsito, na manhã desta quinta-feira (23/4). Os ciclistas se encontraram por volta das 7h, no Estacionamento 10, com a supervisão da Polícia Militar e o Departamento de Trânsito (Detran-DF).

Na última semana, uma mulher acabou ferida quando um motorista, por ato de intolerância, freou bruscamente em frente a um grupo que pedalava no Parque da Cidade. O acidente ocorreu no Dia Internacional do Ciclista, comemorado em 15 de abril.

Para a diretora institucional da ONG Rodas da Paz, Renata Florentino, Falta educação no trânsito. “As pessoas não sabem como proceder. No DF, os bairros são conectados por rodovias de alto tráfego e velocidade. Por essas características, em uma colisão a chance de machucar é maior. As pessoas têm que ter prudência e postura de solidariedade”, alerta.

Apesar do alto valor de arrecadação com multas, a diretora acredita que ainda falta investimento nas campanhas de educação e de prevenção. “A correta aplicação é um desafio. O governo poderia viabilizar boas campanhas”, acredita.

A intolerância no trânsito é outro problema enfrentado por quem decide pedalar nas ruas da cidade. Muitos motoristas acreditam que, apesar de ser um meio de transporte, a bicicleta não deve dividir espaço com os automóveis. É fácil flagrar carros ou mesmo ônibus "tirando fino" de ciclistas que pedalam próximo ao acostamento. Há casos, como citado acima, de acidentes propositais. “Os motoristas têm que perceber que quanto mais ciclistas, melhor para ele. São menos carros nas ruas e mais vagas disponíveis. Todo mundo ganha, a cidade inteira se beneficia”, completa.