Mais Lidas

Cartel dos Combustíveis

Cade prorroga por mais 180 dias intervenção na rede Cascol

Motivo do prolongamento é o fato das investigações não terem sido concluídas

acessibilidade:

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) decidiu prorrogar por mais 180 dias a intervenção na rede de combustível Cascol. O prazo se encerraria no domingo (9).

Motivo do prolongamento é o fato das investigações, feitas pela Polícia Federal e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, não terem sido concluídas. “Entre as diligências que estão em curso, aguarda-se a conclusão da análise, pela Polícia Federal, do material apreendido durante a Operação Dubai, de busca e apreensão”.

Desde janeiro, o Cade determinou a nomeação de um administrador provisório para gerenciar de forma independente os postos da rede. Sendo assim, Wladimir Eustáuio Costa, administra a rede. A decisão mantém Costa no cargo. “Portanto, a alteração da política implementada pela nova administração neste momento poderia causar efeitos incertos tanto no mercado quanto no gerenciamento interno da empresa”.

O Cade também determinou que os dados já coletados sobre o mercado nos últimos meses, assim como os relatórios gerenciais produzidos pelo administrador provisório sejam enviados ao Departamento de Estudos Econômicos do conselho.

A rede Cascol detém 30% do mercado no Distrito Federal e Entorno.