Mais Lidas

Meio ambiente

Bolsonaro lançará ‘Adote um Parque’, para empresas ajudarem a preservar florestas

Assinatura da medida está marcada para terça-feira (9) no Palácio do Planalto

acessibilidade:
O Parque Lago do Cuniã, em Rondônia, será o primeiro adotado: a rede Carrefour doará R$3,7 milhões por ano e o ICMBio continua responsável pela gestão - Foto: Portal Visite o Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro marcou para a tarde de terça-feira (9) a assinatura de seu decreto criando o programa “Adote um Parque”, que possibilitará a grandes empresas a oportunidade de adotar parques florestais no Brasil, mediante doações anuais de recursos para sua manutenção.

Serão beneficiados com a medida do governo federal, a ser coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, 132 parques florestais que correspondem a 15% de toda a floresta amazônica. A gestão dos parque adotados continuarão sob a responsabilidade de órgãos ambientais, como ICMBio.

Com isso, ricos empresários e banqueiros, subitamente preocupados com a defesa do meio ambiente, como o presidente do Itaú Unibanco, Cândido Bracher, terão a chance de contribuir objetivamente para a preservação, aderindo ao programa Adote uma Floresta.

Deve participar do ato de assinatura da medida representantes do Carrefour, rede de supermercados que já se apresentou para iniciar o programa adotando o Parque Lago do Cuniã, em Rondônia.

Nesse primeiro caso, será adotado o parque que mede 75.877 hectares, localizado no Estado de Rondônia. Pelas regras do programa, a adoção corresponde a uma doação anual de R$50 por hectare, por isso a doação do Carrefour totalizará quase R$3,8 milhões por ano.

Para se ter uma ideia da importância do programa, o atual orçamento para preservar o Parque Lago do Cuniã soma apenas cerca de R$200 mil por ano.

Vídeos Relacionados