Mais Lidas

programa habitacional

Fim de marco temporal seria ‘duro golpe’ na economia, diz Bolsonaro

Presidente avalia riscos de novas demarcações durante lançamento de novas normas do Casa Verde e Amarela

acessibilidade:
Bolsonaro fala em evento de lançamento de regras para o Casa Verde e Amarela. Foto: TV Brasil/Reprodução

Durante lançamento de novas regras do programa Casa Verde e Amarela, no final da manhã desta quarta-feira (15), Jair Bolsonaro avalia impactos da pandemia na economia do país e comemora que, ainda com os prejuízos, o governo federal pode regularizar a política habitacional.

Bolsonaro afirmou que o setor agrícola foi protagonista para driblar os efeitos negativos da paralisação e redução da produção industrial durante o período de quarentena.

Desta forma, o presidente cita a importância da votação do marco temporal pelo Supremo Tribunal Federal e alerta os riscos da extinção da norma aplicada às terras indígenas.

“Se o Brasil tiver de demarcar novas terras indígenas, o preço dos alimentos vai disparar e podemos no mundo ter desabastecimento”, diz Jair sobre as novas demarcações previstas que juntas somam área de “uma Alemanha e uma Espanha juntas”.

Para além da entrega das unidades habitacionais, Bolsonaro também comemora a outorga de áreas rurais a produtores e o enfraquecimento do MST no uso usufruto de bens imóveis.

“Em casa popular, a pessoa fica feliz, felicíssima em receber a chave de sua casa. Mas o mesmo estamos fazendo em todo o Brasil com os títulos de propriedade. Entregamos em nosso governo, mais títulos que em 20 anos dos governos anteriores”, afirma Jair.

 

Vídeos Relacionados